Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

.O AMOR DE UM DEMENTE.

Sei que pra você não faz muita diferença mas para mim isso é algo extremo
Mas ainda estou meio mal, me sentindo culpado e até mesmo um otário
Toda noite antes de dormir, penso e repenso, o que fiz de errado, em minha cabeça
Apenas eu sou o culpado, mesmo dizendo que não, sempre soube que meus problemas
Por mais que pesadíssimos, iriam acabar algum dia, e sempre pensei, que até lá, você comigo
Sempre se molharia, mas a chuva sempre engrossava ao invés que parar, e não tinha um minuto que não relampiava, mas sempre estive la, despido e cru, com sentimentos concretos,
Palavras e gestos, nunca me deixavam mentir, que mesmo com minhas atitudes, por mais que babacas são,  ou já foram, eu tirava o pouco de luz que em mim abitava para lhe fazer morada, e assim, por mais que sem perceber, a chuva ia sempre dando uma trégua, e quando eu estava entrando em um abrigo, entregando-me de maneira que já parava de sentir dor, a dor das gotas em meu corpo, sinto sua mão soltando a minha, e sem perceber, a chuva se fez forte novamente, puta que pariu, eu sou a porra de um demente, de alma desgraçada e atitudes amaldiçoadas, perdoe-me, não por ter deixado acabar, mas por não ter sido o suficiente, seu sentimento se desfez, e o meu irá se desfazer, faço isso, não com remorso
Mas desculpando-me, quero que entenda, que toda a felicidade irá lhe encontrar, mesmo que na sombra eu sempre irei ficar, mesmo que meu amor não lhe aqueça, irá te seguir, para que nenhum mal que aconteça, Amo-te demasiadamente, Amo-te desesperadamente.
Acrísio
Enviado por Acrísio em 11/01/2019
Reeditado em 22/01/2019
Código do texto: T6548513
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gui Ermeliano). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Acrísio
Curitiba - Paraná - Brasil, 20 anos
15 textos (218 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/05/19 03:50)
Acrísio