Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rabiscos que descontraem

A vela acesa é a única luz que temos na sala de estar. Ela saboreia um pouco do meu vinho seco e decide não ficar sentada na poltrona enquanto faço o esboço de seu corpo. As paredes manchadas se escondem com a pouca luz. Há manchas de batom vermelho terra na parede. Há um cinzeiro no canto da sala e alguns livros no tapete. Venta pouco lá fora. Eu tomo um pouco de vinho e tento concentrar-me no esboço e em teus seios rosados...mas a chama da vela desvia a minha atenção.O carvão mancha os meus dedos e o papel. Outra taça de vinho. Ela parece estar sonolenta e decide ficar de pé...inquieta a moça não para.Ela não fica parada em um só lugar. O tempo está correndo e eu mal desenhei os lábios dela.A  vela se apaga. A sua silhueta fica estampada na parede suja da sala e aos poucos vai sendo apagada pela escuridão.
Carolina Bleu
Enviado por Carolina Bleu em 15/03/2019
Código do texto: T6598277
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Bleu
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 22 anos
70 textos (1651 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/19 08:04)
Carolina Bleu