Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha oração

Se há alguma certeza na vida, penso que dela ainda não me amiguei. Por natureza sou um andarilho nesse mundo que me consome a cada dia da minha existência. Não lamento os desamores que tive. De cada um que vivi, confesso, sem modéstia, que me tornei melhor. Se há algo de mim que eu ignoro, debito ao futuro que venha e lapide o que ainda resta. Desde que nasci - mesmo que não tivesse consciência - posso dizer que sempre  com o Outro  por ele  e através dele, absorvi suas quantidades. Dito isso, nada mais resta, senão esperar o amanhã para ouvir o canto do sabiá.
silvio lima
Enviado por silvio lima em 20/05/2019
Reeditado em 21/05/2019
Código do texto: T6652307
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (silviolima.recantodasletras). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
silvio lima
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
2077 textos (35501 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 12:15)