Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REALISMO DO AMOR... NO CONTEXTO ESPAÇO/TEMPO

     Amores a que s'escrevem... no "livro da vida"
 Por que tanto se findam...numa derradeira página?
      Por que tantos s'esgotam... num ponto final?
  Ao que, quando menos s'espera... vede que morrem!

      Amores gerados... no útero do tempo!
  A que num prazo... paridos foram
      Todavia, o tempo os abortou (mesmo após nascidos)
   Oh! quanta ironia do tempo!
        (ou, melhor dizendo... quanta sacanagem!)
    Quem deveras aqui o entenderá:
 O amor... e não propriamente... o tempo?

  De seu brilho d'outrora a se fazer no horizonte d'alvorada
     E chega até a se romper a uma determinada hora
 Entre suspiros e afagos.. na ventura dos qu'então se amavam
        E quanto por amor s'embriagavam!
   E, não se "toleravam"
     Como os muitos casais que já não tanto se suportam
        (coitados!)

   Mas, por qual motivo foi aquele amor... dar o fora?
     (e... precisa-se de "motivos"?)
       Deveras qu'eu muito quereria entender

  Ah! Quer mesmo saber... (dentro d'um contexto espaço/tempo)?
    Ame a quem não s'está contigo... nunca
      E, por isso, amá-lo-á... para sempre


                           *********************

                              12 de junho de 2019
                           




Cássio Palhares
Enviado por Cássio Palhares em 12/06/2019
Reeditado em 12/06/2019
Código do texto: T6671154
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cássio Palhares
Curvelo - Minas Gerais - Brasil
270 textos (2767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/19 18:37)
Cássio Palhares