Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REALIDADE PESSIMISTA

Sinto-me obsoleto, a nostalgia que provém do desencanto aproxima-se do meu ser de modo lento e progressivo, não tenho mais medo de morrer jovem, distancio-me de tudo e de todos sem que eu mesmo perceba, aquela imensa vontade de crescer é agora uma imensa vontade de morrer por um sentimento simplório, já me acostumei com isso, vejo agora a sua imagem como uma pintura, uma obra pictórica pregada no meu coração causando um sangramento de dor. Espero que a luz das trevas continue iluminando a minha vida que a cada dia percebo a sua inutilidade diante da morte que para mim, tem um quê de atração fascinante, diante de tudo isso, vivo o meu porém sem nenhuma expectativa de um sonho melhor, portanto, que venha o apocalipse, que venha o mau do século, que venha Lúcifer, nada disso se compara com a solidão.
O FILHO DO LOBO
Enviado por O FILHO DO LOBO em 28/09/2007
Reeditado em 28/09/2007
Código do texto: T672873

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (FERNANDO LOES O FILHO DO LOBO). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O FILHO DO LOBO
Salvador - Bahia - Brasil, 39 anos
5 textos (201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 18:49)
O FILHO DO LOBO