Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ela já não era a mesma

Já observava suas mudanças de ações e reações desde a virada do ano
Não eram as mesmas que foram no início
Seu olhar havia mudado, sua empolgação com surpresas também
Suas falas soavam forçada
Afinal de contas, todo seu corpo já falava a realidade
Esperei... deixei passar... pensei que fossem as preocupações de seu interior
No entanto, notei ao desenrolar dos meses que quase não mudou muito
Por mais que suas falas fosse belas
Seu corpo entregava a insatisfação
Seu olhar não tinha a mesma vida dos primeiros momentos
Seus lábios se entregavam se mordendo para a língua não dizer a verdade
Seus toques não eram tão intensos
Quando mais próximo tentava ficar pessoalmente e intensamente
Mais distante sentia sua energia esvaziar
Era como está correndo numa esteira fixa atrás de um alvo distante
Fui deixando passar
Parei de lutar
Deixei de correr
Fui sendo recíproco
Até o dia que ela perceber
Pena que não percebeu que eu tinha só começado a imitá-la
Afinal, tentei por várias vezes pessoalmente avisá-la
Foi em vão
Lavei minhas mãos
Era para ser algo para sempre
Mas por pecuinhas ela fez o para sempre acabar
Agora é diferente
Não é como antes
Tempos atrás isso seria o fim do mundo
Hoje entendo que Deus é tudo
Fiz meu papel
Dei até o que nunca havia dado pela minha própria família
Fiz por alguém o que nunca fiz intensamente em toda vida
Repeti algumas coisas que falei nunca fazer anos atrás
Porém dessa vez, acreditei sem medo
Fiz até o que não era capaz
Coloquei por vezes nome , reputação e até emprego em jogo
Tudo em prol dela salvaguardar
Dei a cara a tapa até em prol daquela família que vivia a lhe maltratar
Tudo bem
A vida segue, tem que seguir
Minhas orações seguem
Um dia... talvez um dia, chegue o momento em que eu não veja mais fim
PRMendes
Enviado por PRMendes em 26/03/2020
Reeditado em 26/03/2020
Código do texto: T6897475
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
PRMendes
Gama - Distrito Federal - Brasil, 26 anos
106 textos (2201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/04/20 14:55)
PRMendes