Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Abro os olhos, vejo o horizonte, céu azul, pássaros cantando, gotas de orvalho nos galhos, sol da manhã batendo.
Sob um velho jacarandá me levanto, olho os verdes campos a minha volta, gado leiteiro pastando, um rio que mais parece uma serpente luminosa passando perto de mim.
Ando um pouco, chego até o rio, lavo meu rosto e vejo, na água, os momentos bons que passamos juntos, as palavras doces, os gestos de amor, os olhares meigos.
Agora, sem você, tudo me parece vazio. O céu não é mais azul, os pássaros não cantam, não há gotas de orvalho nos galhos, não existe sol.
Sem você nada existe, eu não mais vivo, eu vegeto.
Solidão dentro do peito, lembranças guardadas, momentos vividos...
Pego minha mochila, jogo-a nas costas e continuo andando, para a estrada, para a vida.
Mas sem você não dá...
Fadinha Nani
Enviado por Fadinha Nani em 06/11/2007
Código do texto: T726274

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fadinha Nani
Santo André - São Paulo - Brasil
23 textos (5247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:44)
Fadinha Nani