Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Evidência.

Está na cara que aos poucos eu fiquei encantado por você, no começo nem pensava muito, era só no momento que eu ficava anestesiado olhando pra você com cara de bobo, e com isso pensei "O AMOR deixa a gente bobo", mais é uma bobeira gostosa de sentir, uma coisa besta que vem na cabeça que te deixa feliz por alguns instantes. Penso um modo de te dizer, mais a minha grande inimiga não deixa (minha vergonha), começo a gaguejar e falar coisas tão doidas que eu depois de voltar da Lua fico pensando naquelas coisas que te falei.
Mais isso é o "AMOR", uma palavra simples que tem apenas quatro letrinhas que te deixa encantado e muda o seu modo de pensar, seu modo de agir e até o seu modo de falar. No meu caso tem hora que te faz rir, mas tem hora que deixa você com uma pergunta na cabeça: "Esse cara é idiota?", mais como diz o Forest Gump, idiota é quem faz idiotice e se eu sou idiota é por causa de você que me trata tão bem que eu até começo pensar na "EVIDÊNCIA", "será que você me acha um cara legal"?
Mais como eu não sou nenhum telepata pra adivinhar o seu pensamento, e não tenho o poder de ouvir seus pensamentos como naquele filme com o Mel Gibson, eu fico só pensando sobre o que você pensa de mim.
Penso se de algum modo eu te afetasse, não só no momento que eu estou perto de você, mais depois que eu ir embora você possa olhar indo e dizer: "Esse cara tá meio loco", ou "Ele parece ser legal".
E a "EVIDÊNCIA", nesse jogo só se for da minha parte por que eu não me controlo e tento te afetar de algum modo, por que da sua parte você parece tão fechada e tão discreta que fica difícil de notar alguma coisa. Mostre-me alguma coisa, um toque, um gesto diferente que me possa trazer algo pro meu coração que o deixará feliz e pra minha mente que a deixará mais boba ainda.
Não sei até quando as "EVIDÊNCIAS" irão continuar por que se algum dia você for embora eu vou ser mais um vento que passou e se foi, mais quero que toda vez que esse vento passar você se lembre de mim!
Illen Rafael
Enviado por Illen Rafael em 19/11/2007
Reeditado em 19/11/2007
Código do texto: T743935
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Illen Rafael
Lençóis Paulista - São Paulo - Brasil, 25 anos
31 textos (2437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 05:01)
Illen Rafael