Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem disse que sou velho?

Quem disse que sou velho?
Sávio Assad
 
Velho são meus cabelos brancos
Quando arranco a pinça, a estremecer
Gritando em som estridente, entre dentes
Sem dó nem piedade, arranco.
 
Velho é seu pensamento errante
Que me machuca a testa e o semblante
Que nem de tão semelhante, és
Na carranca estranha e berrante
 
Velho são seus pés, que não sabe onde vai
Caminha de um lado para o outro e sai
Carregando a ira dos tempos em sais
E vasculhando os cantos e becos com seus ais.
Niterói - RJ - 13/11/2007
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 20/11/2007
Código do texto: T745419
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
431 textos (27981 leituras)
19 áudios (1382 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 19:13)
Sávio Assad