Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aos que crêem

Mesmo que a luz se apague
O sol se ponha
mesmo que a razão inexista
A natureza desista
mesmo que amanhã não amanheça
A voz se cale
O olhar aflore
O homem não fale
Mesmo que a estranheza nos domine
A montanha não culmine
A terra saia do eixo
Caiamos no desleixo
mesmo que não se comemore
A espada digladie
A corda seja bamba....
Não ouçamos a queda
Assim mesmo.....Não há razão
Há verdade...beleza...paixão
mesmo que viremos a mesa
desistir é loucura
Em meio à ternura....
Compreensão de se estar
Há sempre o tempo
 No mais infinito olhar
Há o momento de conjugarmos
Juntos
O verbo AMAR !!!!!!

Ricardo Necchi em 45 anos

Fulgencio
Enviado por Fulgencio em 01/12/2007
Reeditado em 17/12/2007
Código do texto: T760770

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fulgencio
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 78 anos
229 textos (12023 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 16:49)
Fulgencio