Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Já foi

Pegue metade de mim, mas não me iluda aos poucos
Dos lugares em que vivi não me restaram uma gota
Não te peço menos do que você possa me dar,assim talvez você consiga me ver falar tudo que eu menos quis demonstrar
Me construa mil castelos e talvez eu te diga que os meus  princípios são feitos só de sentimentos
A maior parte de mim consome os meus gostos pela beleza e destrói qualquer forma de preconceito
Me destruíram com mentiras, mas eu me refiz usando uma parte da lua, que muda, que se constitui de tantas fases
Não quero alimentar um vazio que some, que não me faz ter nenhuma emoção segura, nenhuma da qual eu possa dizer que é mais do que um simples arrepio
Coloca em mim um pouco da tua coragem
Qual o medo que te consome? Me parece que ao seu lado as minhas asas se esqueceram de voar
Eu me submeto a crucificar as minhas desconfianças que me revestem de injúrias, talvez injustas, mas me dominam afinal
Os meus melhores momentos foram os não esperados,nada planejado.
Me encontre então por inteira, não sou pura barbárie abusiva em algumas expressões, mas me aceita, não queira me entender que eu só te faria esquecer mil problemas ou enfim seria mais um!
Larissa Matos
Enviado por Larissa Matos em 24/12/2007
Código do texto: T790576

Comentários

Sobre a autora
Larissa Matos
Campo Verde - Mato Grosso - Brasil, 35 anos
33 textos (2992 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/05/21 09:30)
Larissa Matos