Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELHA FERIDA

A rua inteira apagou
Só eu, vagalume que restou
Tento esfriar a cerveja
Nenhum vivente deseja
Estou só
Eu e os fantasmas
Cada um com seu carma
Coloca o som
Chama o ronda
Não danço nesse tom
Nem a lua me sonda
Eu e as estrelas
Trancadas nessa maldita cela
Que restou pra mim
Sou assim
Não nego
Meio que disperso
Avulso
Com a solidão
A fria noite calada
Com o manto da escuridão
Confuso
Vago pelo vagão
Mais nada

Eu e a noite
Levando açoites
Da vida
Até amanhã
Quando o sol querida
Aparecer
Tudo de novo há de acontecer
Desenvolvendo a velha ferida.

VELHA FERIDA
FRED COELHO 2019
Fred Coelho
Enviado por Fred Coelho em 30/08/2019
Código do texto: T6733362
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fred Coelho
Fortaleza - Ceará - Brasil
552 textos (7472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/19 02:27)
Fred Coelho