Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O silêncio



O dedo de orgulho em sua boca causou o silêncio
Predestinada a se calar
A voz que você engoliu por falta de coragem
Não digeriu rosas em seu estômago
E sim espinhos sórdidos que lhe causaram intensa dor
Às vezes uma palavra simples faz carinho
Às vezes um - eu te amo inflaria mais amor dentro de mim
Seu silêncio perpétuo no auge do meu desamor
Sua falta de personalidade só para ser reflexo de "ser forte"
Saiba que uma vez a fechadura do meu coração trocada
Não terá vez novamente para entrar essa sua diferente chave
Antagônicos nos tornamos
Não temos mais nada em comum
Sua voz apagou como uma vela...
Felippe Lacerda
Enviado por Felippe Lacerda em 05/01/2018
Código do texto: T6217828
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Felippe Lacerda
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
668 textos (17218 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 03:27)
Felippe Lacerda