Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo

Chega varrendo a vida
de uma forma rápida e inevitável,
porém imperceptível.
Chega fazendo estragos:
mudanças, sinais, rugas na alma.
Chega depressa e sem dó.
Deixa o oco da solidão
Deixa o medo do fim.
Próprio daquilo que devasta,
que elimina, que subtrai.
Marca, fere, aniquila.
Olho para o espelho
Não me vejo refletida nele.
Ele corre, voa, sempre com pressa,
muita pressa.
Torno a olhar no espelho.
Não me reconheço.
Mesmo assim, vejo minha história passar.
Vejo que meu destino nunca esteve
em minhas mãos.
Sigo em frente.
Deixo o que me fere para trás.
O tempo não me obedece.
Não volta mais...
SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 21/03/2006
Reeditado em 04/12/2012
Código do texto: T126588
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
965 textos (33500 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/04/21 18:44)
SueliFajardo