Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO SOU A OUTRA!



Não sou a outra!
Nunca fui, recuso-me a ser.
Antes perder-te… amando-te!
Do que ser… coisa pouca.

E perder o meu viver,
Na certeza insana,
De nunca saber…
Se quando me deixas,
Assim tão louca,
Na partida…

Se foi por amor,
Ou apenas vontade
Indefinida,

De satisfazer,
O cúmplice desejo,
De prazer…
Ou apenas
Óbice da despedida.

Agora… basta!
Tanto sofri,
Tanto chorei…
Que parei!

E tudo analisei…

Neste infinito,
De lágrimas choradas.
Apenas sei,
Que finalmente, cheguei…
A uma incongruência:

“Num amor salpicado,
De lágrimas e ausência,
Não pode existir lugar,
Para a felicidade!
Apenas sonhos,
Que preenchem… a triste realidade!”

E eu… ainda tenho direito,
A procurar a minha felicidade!


© Luís Monteiro da Cunha
2005
Luís Monteiro da Cunha
Enviado por Luís Monteiro da Cunha em 17/04/2006
Código do texto: T140637


Comentários

Sobre o autor
Luís Monteiro da Cunha
Portugal, 58 anos
36 textos (849 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 09:10)
Luís Monteiro da Cunha