Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PORTA ABERTA

Podes entrar, tristeza, a casa é tua!
A minha porta de dor se escancara
Deixando entrar a luz da noite clara
Que anda lá fora embelezar a rua.

Felicidade partiu logo cedo
Levando o riso e a minha paz consigo...
Além da mão sincera e o ombro amigo
Deixando apenas solidão e medo.

E ao prosseguires teu cruel trajeto
Deves calar-te, ocultes que esse teto
Acobertou-te com tanta doçura

Também omitas o escabroso fato
De havermos nós assinado um contrato
Com a caneta da minha amargura.
Nizardo Wanderley
Enviado por Nizardo Wanderley em 17/02/2007
Reeditado em 28/08/2014
Código do texto: T384215
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Nizardo Wanderley
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
684 textos (96557 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 12:21)
Nizardo Wanderley

Site do Escritor