Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Almas tolas


E se carência não existisse,
tão pouco solidão?
Se eu tivesse realmente me apaixonado
e se a química batesse...
Então, meu Deus,
pobre da MINHA ALMA!
Quantas vezes será
que a mesma história se repete,
as mesmas palavras são ditas
e a cigarra aparece
no meio da noite, perto da pedra.
Meu Deus!
Quantas vezes os lobos ladraram
dentro dos sonhos,
quantas vezes se fez infeliz
quantas vezes foi incluso, excluso,
quantas virou as costas,
o celular se perdeu,
o email deu defeito
(e por outra)... saiu fora.
Quantas vezes, falou do limbo,
(do seu)
do escuro,
das crenças,
dos mantras,
da meditação que nunca fez,
pelo menos não pra valer.
Quantas vezes embarcou
nesse ou naquele navio,
quantos será que ele foi?
E eu caí nessa armadilha,
entrei de cabeça (eu e elas todas)
Meus Deus!
Quantas ALMAS sós e tolas!

Suzette Rizzo
Suzette Rizzo
Enviado por Suzette Rizzo em 28/04/2015
Código do texto: T5223507
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Suzette Rizzo
São Paulo - São Paulo - Brasil
86 textos (2162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 22:11)
Suzette Rizzo