Conexão

Caem nos braços das linhas

Palavras soltas e sem nexos,

Querem dizer o que sinto

Mas o que sinto é desconexo.

Aí vou perdendo a compostura

E solto o pior dos verbos.

Praguejo numa só nota

O meu canto e desencanto,

Não tenho nada a dizer

São só rascunhos sem sentido

Que só sentido pode ter

Nas noites em que te procuro

E não me acho em você.

Então alinhavo as lembranças

Na troca da noite pra o dia

E pra não morrer de saudade

Volto de novo a escrever.