Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha doce ilusão!

   
     Quando nos conhecemos foi mágico, encantador, um sonho virando realidade, era o que o meu pobre coração imaginou...Seu jeito doce, sua forma meiga e carinhosa de me tratar, derrubou as barreiras que tinha criado para me defender e proteger de desilusão, de dor e sofrimento, que foram criadas com tanta dor, mas que sua meiguice fez com que elas desmoronassem, feito um castelo de cartas.
     Nosso primeiro encontro, foi maravilhoso, cada segundo a seu lado me deixava feliz, confortável, como se não fosse nosso primeiro encontro, mas como se já estivesse-mos juntos a tanto tempo, foi curioso a forma como me senti ao seu lado, era como se conhecesse você a vida toda, e não que fosse nosso primeiro encontro.
     O tempo foi passando e estávamos ficando cada vez mais próximos, era o que eu acreditava, todos os dias queria acordar com você, te dar bom dia com um beijo, e no final do dia queria te ouvir falando como seu dia foi maravilhoso e o quanto a minha companhia para você era perfeita.
     Mas não foi assim, sorrateiramente, você procurou outros braços e outros lábios para ser feliz, mentia para mim, me iludiu, me enganou, desfez do meu carinho com sua traição.
     Deus sabe, como eu quis morrer naquele momento, que descobri suas mentiras, sua traição, quando descobri que vivi uma ilusão acreditando que você era o amor mais bonito que poderia estar vivendo, mas não foi, foi a decepção mais dura que pude enfrentar, meu coração se despedaçou e minha alma se feriu e sangrou profundamente, como dói, você nunca saberá.
     Eu fiz planos, me imaginava vivendo uma vida com você, nossa família se formando, acreditando que estávamos juntos e sendo felizes, mas na verdade eu nunca passei de um brinquedo em suas mãos, e descobrir isso me fez mal, fez com que eu me odiasse por mais uma vez ter sido um brinquedo nas mãos de quem não sabe amar, de quem nunca se importou ou que um dia vai se importar com o que suas atitudes vai fazer ao outro.
     Mais uma vez fui um brinquedo, mais uma vez eu vivi uma ilusão, um sonho que na verdade foi um pesadelo, e que hoje estou juntando os pedaços e reconstruindo tudo aquilo que foi destruído por um desamor.
     Como pude me enganar tanto, como pude permitir que tudo isso acontecesse de novo em minha vida...mais uma vez uma ilusão doce e amarga em minha vida aconteceu...
     É vivi mais uma vez uma doce ilusão, que mais uma vez amargou meu coração!
Jullian Petra
Enviado por Jullian Petra em 21/09/2019
Código do texto: T6750581
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Jullian Petra
Rio Largo - Alagoas - Brasil, 41 anos
96 textos (8412 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 19:26)
Jullian Petra