Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abraçando a ilusão

Caminhando eu vou pensando
Que o amor num pleno espanto
Da minha vida eu vi partir

Eis que um dia, de repente
O seu rosto, vi ausente
Esvair e me pungir...

Não sei como fui me abrir
E me expor, e me ferir
Logo quando esqueci
Como é tão bom sorrir
Sem motivos, nem porvir

Enxergando um precipício
Era lindo, meu abismo!
Atraído, fui ferido
Imaginando-me sofrido
E lentamente sendo extinto...
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Enviado por Alexandre Alves Porfirio Vieira em 14/02/2020
Código do texto: T6865893
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Santo André - São Paulo - Brasil, 28 anos
59 textos (2729 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/02/20 07:09)
Alexandre Alves Porfirio Vieira