Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU GRITO

eu grito
meu grito é finito
grito oprimido
pelas notícias do mundo

pelas balas perdidas
pelas crianças feridas
e mortas
pelas portas fechadas
pelas expostas feridas
pelas mãos aflitas
segurando o sangue
que insiste em jorrar

pelas janelas fechadas
nas favelas
nos edifícios
nas cidades do interior

eu grito
meu grito é sufocado
pelo grito das sirenes
das ambulâncias
das radiopatrulhas
pelo som dos freios
dos carros que arrastam crianças
dos berros de fera
dos assassinos

eu grito
meu grito é um verso roto
que já nasceu morto
no branco do papel

mas grito!
e insisto no grito

alguém há de me ouvir
mesmo a humanidade
plenamente surda
Beto Carrasco
Enviado por Beto Carrasco em 13/03/2007
Código do texto: T411130

Comentários

Sobre o autor
Beto Carrasco
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 51 anos
128 textos (6742 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 10:56)
Beto Carrasco