Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao despertar

A ansiedade me olhava destemida,
nos pés da cama.
A angústia sentada no criado mudo,
contava os minutos que me faltava o ar.
O medo estava em pé, segurando a maçaneta da porta para me desafiar.
Vi a cortina, tentando  escurecer meu sorriso.
Com muito custo, sentei-me na cama
 e agradeci a Deus, por mais um dia...
E ao chegar na cozinha, a esperança me puxou a cadeira,
enquanto  o sonho  servia o café.
Foi então, que abriu um sol no meu sorriso
 e ao olhar no meu coração,  vi  o girassol aplaudindo.
Foi aí, que percebi que nunca estamos sozinhos.
Acordar já uma dádiva, viver é ter a nobreza
 de costurar os caminhos, sejam eles de flores ou espinhos.
Então,  dei a mão para dona esperança e juntas abraçamos o caminho.
Poema autoria #Andrea_Domingues



Manter créditos de autoria original _Andrea Domingues
Andrea Domingues
Enviado por Andrea Domingues em 04/05/2021
Reeditado em 04/05/2021
Código do texto: T7247936
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Andrea Domingues
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 40 anos
585 textos (8507 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/05/21 21:47)
Andrea Domingues