Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Sonho de bêbado
 

No meio da noite
Saquei minha arma
E sai atirando
Gastei muitas balas
Em ninguém eu acertei
Porque minha arma
O cano esquentou
O tambor emperrou
O gatilho quebrou
A bala falhou
Suando acordei
Eu estava sonhando
Naquele quarto
Não tinha ninguém
Sai da cama
Fui pra cozinha
Abri a geladeira
Outra bebedeira
Eu tomei
 Eu no cai chão
Ali eu dormi
Ali acordei
De manhazinha
Na sala a teve
Estava ligada
Um filme de bang bang
Estava passando
Peguei o controle
Troquei de canal
Mais o maldito filme
Estava em todos os canais
Enraivecido joguei
O controle na maldita teve
A teve quebrou
Foi então que eu vi
Meu celular no chão
Todo quebrado...
 
 
Balneário dos Prazeres: 24 / 04 / 2010
 
 
 
 
 
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 24/04/2010
Código do texto: T2217308
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155553 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/21 08:01)
Volnei Rijo Braga