Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desejo flamejante

Teu corpo de menina mulher
Assume contornos que consigo entrever...
Uma silhueta de um malmequer
Cujas pétalas são meu bem querer.

Ai, impetuosa concupiscência
Que inebria como vinho raro:
Envergadura da previdência;
Pueril sonho que custa caro!

Se escutas meu conclamar
Por ti, por teu pecado carnal,
Não alimentes a flama de meu amar
Pois teu querer é do meu desigual!

Iníquo mundo de desejo...
Mas quem define iniquidade?!
Sei o sabor ardente de teu beijo
Sem nunca o beijar na realidade.
artescrita
Enviado por artescrita em 08/02/2007
Código do texto: T374178

Comentários

Sobre a autora
artescrita
Portugal, 36 anos
107 textos (4751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/04/20 21:07)