Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apocalipse

Decaem os anjos sobre meus ombros
Os rostos secos pálidos e sem lágrimas
O mundo desaba na solidão de meus dias
Mutilando o sonho do amor sem perdas

Os monges entregam-se ao desespero
A autoflagelação dos homens santos
Esconde a doença que corre a alma... O medo

A ilusão do amor agora sem começo
O fim do espírito errante sem destino
É atroz a fome da consciência quase morta
O amanhã é um sonho distante de esperança

Escondem-se os crucifixos no altar dos mortos
Os esquizofrênicos debatem o temor dos anjos
Sábios degustam a dor dos amados solitários

Olhos sem vida procuram a luz que se apaga
Homens fazem suas preces sem respostas... É tarde
A visão dos mortos é a luz do hoje perdido
Ma escuridão dos dias. O fim é a espreita da morte

Os arcanjos decaídos deleitam ao seu bel prazer
Missionários vagam na fé dos dias incontáveis
Deixando transparecer o ópio de sua esperança

Na essência quase extinta, encorpara o sonho
No choro da criança que nasce sem sorrir
Homens e mulheres festejam o amanhecer
Sem saber que o fim esta próximo...

Edson Junior
Enviado por Edson Junior em 20/12/2007
Código do texto: T786211
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Junior
Recife - Pernambuco - Brasil
234 textos (7086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 11:27)
Edson Junior