Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A morte de minha melhor amiga

Eu me lembro que um dia te chamei de melhor amiga
Eu realmente acreditava nisso.
Dizem que ter amigo é fundamental,
Pois são estes que nos sustenta quando o amor nos faz mal.
Mas amigos podem ser tão letais quanto amores fatais.

Foi assim sua amizade pra mim.
Nem sei se possa chamar assim... de amizade.
Ou foi apenas uma mera ilusão criada.
Tu, dona de um sentimento de faca
O afiaste e com ele perfurou meu coração
Não me diz que foi acidente, tu fizeste consciente e com intenção.
Mas já ME perdoei a minha vida reconstruí, recomecei
Teu acerto de conta é entre você e você.

Quanto as minhas feridas?
Existe cura até mesmo para as mais profundas.
Claro que sangrou... e como sangrou!
Mas estancou... cicatrizou.
E hoje não resta nem lembranças, nem feridas.
Fiz meu luto e superei a morte de minha melhor amiga.
Sim, para mim ela morreu, mesmo estando em vida.

Iza Mel
Enviado por Iza Mel em 11/01/2019
Reeditado em 11/01/2019
Código do texto: T6548511
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar nome Iza Mel). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iza Mel
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 26 anos
6 textos (100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/01/19 08:43)
Iza Mel