Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***Lua nua (Poeminha II)***

***Lua nua (Poeminha II)***

Lua enluarada qual e a sua?
Ainda continua lindamente nua?
Você quer sempre ficar na sua?

Morre de vergonha, mais continua nua.
Linda suspensa no ar, grande beleza nua.
Iluminando os amantes, com sua lua nua.

José Aprígio da Silva.
Ceilândia/DF
05/09/08 – 08h58.
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 05/09/2008
Código do texto: T1163429

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1926 textos (183792 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/05/21 08:53)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA