Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Levanta e Anda!

Quero uma poesia
capaz de ser mutante
Que seja feia, deselegante
Ou que seja bela
Como a flor amarela
de plástico na estante

Quero uma poesia
Que faça suspirar
E traga alegria
à moça no bar
Que a leve a viajar
Por outra dimensão
Onde passeia um amor
de mãos dadas com a razão

Quero uma poesia
Dura, seca e profunda
Que faça levantar da tumba
Mortos-vivos como eu
Que sem poesia viveu
Por longos e prosaicos anos
Mas que um dia acordou
Jogou de lado farrapos e panos
E saiu por aí rimando
Esbarrando e tropeçando
Mas ainda assim se mexendo
Morto-vivendo e aprendendo

E sigo prestando tributo
A essa vida pós-sepultura
Poesia de um prostituto
Embriagado em cultura.
Odemilson Louzada Junior
Enviado por Odemilson Louzada Junior em 03/11/2008
Código do texto: T1263236
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Odemilson Louzada Junior
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
299 textos (14069 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 05:09)
Odemilson Louzada Junior