Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PODE PÁ QUE DA RAP

O bumbo feito coração da o compasso
Desse mesmo coração que de fristayles
vadeia solto pelos bailes
na cadencia do negro passo

E as caixas livres deliram
faz sonhar
Põe um baixo nessa pré-liminar
Que os excitados até transpiram

Põe também piano
E um chimbal sem domo
Feito meu ser sem dono
Feito seu amor leviano

esses seios seus da balanço e sei
pelo jeito que musica
pelo jeito que toca me suplica
me pede o deus que samplei

antes a alma em levante
marca gostosamente sem dó
como o djembe do nego Jó
lembrando terras distantes

o que toca é o que não sei de mim
o que ta dentro de mim é o que toca
galopeia incendeia e invoca
lagrimas quentes funciona como plugins

o efeito da um grau e faz com que soe
a voz, nós pesquisa e explora
o reverb da um tom em onda sonora
faz com que o som ecoe

delicia de som a perna treme
a velocidade da batida
frenetica feita a vida
cada qual no seu BPM

no escuro do salão de lei
swingando sua coxas a minha encaixa
pega o bumbo e a caixa
e põe  delei

pra dançar e pra reflexão
no jeito das palavras
os versos viram cravas
tatuando o coração

que compomos sob vento bons e temporais
no jeito ser composto da canção
sob som de primeira função
sanga que sangra que sagra os musicais
akins kinte
Enviado por akins kinte em 01/06/2009
Código do texto: T1626952
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
akins kinte
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
29 textos (7555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/19 02:34)
akins kinte