Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema-anuncio

Chegam hoje ao mercado
por aviões e locomotivas
Produtos muitos, variados
para pessoas seletivas...

Produtos de todas as marcas
de todos os gostos e gêneros,
Produtos até de mentiras
com brilho falso de prêmio

Produtos muitos, variados
que chegam à tuas estantes
que podem mudar tua vida
mais do que mudava antes

Ao compra-los é notório
que há de mudar-se as regras
pois vêm de forma bruta
e absolutamente às cegas...

Quem quiser pode compra-los
a regra é não incomprar
Pois no mercado de tudo
nada se deixa faltar...

Nas prateleiras vereis
o preço suado a venda,
com uma ilusão tão perfeita
que quem o entenda

há de chamar-lhe preço.
Outros dirão salário
alguns Mais- valia
outros só de mercado...

Aqui também se compra
quem quiser se oferecer,
pois onde tudo é mercadoria
vende-se até o Rg.

E ainda há vagas muitas
desempregado, mendigo,
É onde a felicidade não contrata
É onde há vagas para o vício...

E ainda há espaço para vendas
de pessoas nas calçadas
há espaço para mulheres
pra toda noite ser amadas

E há espaço para ti
consumidor de longa data...
Há espaço para seres
mais um nessa cascata...

Perderes a identidade
ganhar uma marca e rótulo
Há vagas para seres hoje
Trabalhador até tua morte.
Tiago da Silva
Enviado por Tiago da Silva em 08/09/2010
Reeditado em 23/12/2019
Código do texto: T2486230
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Tiago da Silva
Afogados da Ingazeira - Pernambuco - Brasil, 29 anos
464 textos (12444 leituras)
3 áudios (300 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/20 00:06)
Tiago da Silva