Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Máscara

Deixo deslizar a máscara.
Eu uso uma máscara quando finjo indiferença,
quando finjo que nada me magoa,
mas estou magoada,
triste e desiludida.

Sinto a tristeza envolver-me,
ela é uma velha companheira,
acompanha-me há longos anos,
sempre fiel,
sempre presente nos momentos mais inesperados.

A tristeza entra na minha vida
sem pedir licença
sem vergonha
nem culpas.

Chega,
instala-se e fica quanto tempo deseja,
por mais esforços que faça não a consigo afastar.

Talvez nem queira ,
talvez já esteja tão habituada que quando ela não chega eu até sinta saudade.

Coloco de novo a máscara,
aquela da felicidade que mostra aos outros como estou feliz,
chorando por dentro.

Não é fácil viver com a tristeza batendo-nos na porta a todo o instante, não é fácil ser-se feliz e infeliz ao mesmo tempo.

Não é fácil ter por companhia constante a tristeza.
Mas quando coloco a máscara eu sou de novo feliz.
Hortelã Pimenta
Enviado por Hortelã Pimenta em 13/02/2007
Reeditado em 28/07/2009
Código do texto: T379533

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Hortelã Pimenta
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 34 anos
23 textos (2357 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 09:00)
Hortelã Pimenta