Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAVAS INSOLENTES
 
 
 
E goteja lava tão insolente
Na minha alma sofrida
Derrete meus anseios inclemente
Fico com a vida dolorida
 
Já não sei se fico ou parto
Para um caminho menos espinhoso
O quê verdadeiramente de fato
Que o caminho não é nada enganoso
 
Procuro um cais para nova partida
Com garantias de porto seguro
Conseguindo chegar na vil saída
De porto a porto cada vez mais inseguro
  
Toma-me o medo de chegar
Anseio por uma passada depois
E  manifestar que cheguei no Lumiar
E tu. vã vida pregas-me uma peça, pois
Malubarni
Enviado por Malubarni em 05/11/2014
Código do texto: T5024034
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Malubarni
Vila Nova De Gaia - Porto - Portugal
595 textos (131421 leituras)
2 áudios (281 audições)
3 e-livros (404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/06/19 12:41)
Malubarni