Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Auto-analiso-me


Auto-analiso-me

Nada penso...
Se pensar, na faço.
Divago, vago...
Busco pensamentos.
Para neles penetrar.
Pensar como eles
Ou não pensar.
Nada procuro, busco.
A necessidade,
Em alguns momentos
De ouvir pessoas
Ou sentir...
O que elas pensam.
O que tem na cabeça.
Nada consigo, me aquieto.
Auto-analiso-me.
Faço-me perguntas.
Porque deste meu pensar?
Não tenho respostas.
Perdido, fico, apenas um fio.
O fio da meada,
Tento encontrar não consigo.
Então divago, falo alto.
Grito por socorro nada.
Pensamentos se transformam
Em fios resistentes
Fazendo-me prisioneiro.
Nesta meada de pensamentos
 
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 17/09/2005
Código do texto: T51165
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
2317 textos (154815 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/20 14:32)
Volnei Rijo Braga