Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

És a Morte; que Tantas Vezes a Vida te Aceita

És a raiz que suportava a árvore que morreu:
Corpo sofrido; doente e maltratado pelo tempo;
Passado angustiado; não dá frutos... Sofreu;
O corpo inerte precisava de amor; muito alento...
Foste fonte, amor; onde meu coração bebeu!
Teu corpo já secou com tanta dor e sofrimento...

Sentidos momentos; foram de tanta colheita:
Recordações longínquas; o passado não morreu;
Tua vida; quadro esquecido... Agora te rejeita;
Começa aqui a tua simbologia; que desapareceu...
És a morte; que tantas vezes a vida te aceita!
Sentidos momentos de amor! Uma vida perfeita...

                                                          08/02/2016
                                                      José Duarte André
José Duarte André
Enviado por José Duarte André em 08/02/2016
Código do texto: T5537329
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
José Duarte André
Portugal, 76 anos
493 textos (15021 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/01/20 07:08)
José Duarte André