Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"DE OLHO NAS CONVERSAS"

Mastiguei tanto tentando compreender os atos da Humanidade, que quando dei por mim,notei que estava desdentado.


Tentei construir muitas amizades, mas por muitos era visto como inimigo. (Concorrente)

Ser sincero demais tem seu preço, onde somente os hipocritas exigem o troco.

Me senti doido, quando notei que a tua loucura, só iria me deixar maluco.

Quando eu morrer, Enterrem o meu corpo, mas não sepultem meus versos.

Quando eu for embora, não chore.Lembre-se dos nossos sorrisos que de tão amigos, soavam como eternas gargalhadas.

Todo politico é bom.Pois quando morrem viram nome de ruas e avenidas. E o povo em revolta, pisa sobre elas e os cachorros mijam em seus nomes.

AMIGOS: Se eu os procuro, se afastam e ao distanciar-me me esquecem.

Toda regra (exceto a menstrual) tem excessão.

Não me vejo como grandioso arbusto, mas tenho medo das tesouras afiadas que covardemente, tentam podar meu crescimento.

Vivo atento a tudo e me esquivo do perigo. Mas a inveja é invisivel e não percebo por onde tentará me atingir.

Vivo de olhos abertos sempre. Porém , de punhos  fechados.

Dou mais valor ao "AMIGO" que visita o enfermo, Do que aquele que só comparece no velório.

Bunda no Brasil, virou sinônimo de talento.

Os canalhas, adoram aplausos dos imbecis.

Se as verdades ferem o vaidoso, afaste-se, para não ser contaminado pela hipocrisia.

Se abraço forte fosse prova de amizade, Tamanduá nasceria cotó.

O cachorro (diz o ditado) é o melhor amigo do homem.
Pudera, ele não sabe o que é conta corrente.
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Enviado por CARLOS SILVA POETA CANTADOR em 17/07/2007
Reeditado em 01/03/2008
Código do texto: T568496

Comentários

Sobre o autor
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Cipó - Bahia - Brasil
446 textos (18807 leituras)
7 áudios (444 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 17:33)
CARLOS SILVA POETA CANTADOR