Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O meu endereço...

Mudo a foto,mas o fato
Resiste,não sou pedaço
De papel,imagem digital.
Sou mais "uma" poesia.
Ninguém registra.
Ninguém habita.
Minha pele tem gosto.
Meus olhos,tem alma.
A poesia,é só um disfarce
Uma máscara,composta
Por demais exposta.
Poesia tem cheiro de flor...
O meu aroma,se esconde.
Poesia,fala de amor.
Eu,sou fruta-do -conde
Sou maçã,romã,limão.
A minha mão é macia...
E a poesia não fala de mim.
Ela conta,das "contas" que
Eu perdi,no meu rosário...
Rezando horas a fio.
Tropeçando no arrepio
Dos meus "tolos" poemas.
Habitando pensamentos,
Momentos alheios,poesias
Sonetos,becos sombrios
E cheios de luz e arrepios.
Apenas momentos.
Captura.
Moldura de mim.
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 23/07/2007
Código do texto: T576096

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 50 anos
1215 textos (65078 leituras)
47 áudios (3157 audições)
1 e-livros (122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/05/21 01:01)
Luciane Lopes