Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PARTIDA

A PARTIDA

                                         AUTOR: Paulo Roberto Giesteira

As lágrimas caíram despencadas a léu por moderação,
As ruas largadas perpetuam neblinas pelos caminhos,
Esquecidas nos mofos das pontes que servem como ninhos,
Testemunhas das crueldades feitas pelas diversas violações.

Contentadas em reter as ausências de aconchegantes carinhos,
Apelando pelas madrugadas às visíveis e improváveis renegações,
Pelos sofrimentos estigmatizados com marcas das agoniadas ilusões,
Destemperos sinuosos das lamentações, as despedidas em pergaminhos.

Ocultamente, por cada passagem desembocam rios de desesperos,
Nas noites frias, deparadas com os abandonos tristonhos a mediantes,
Perdendo o sentido ou razões das solidões por diversos sonhos obscuros.

E nem em um instante declara a consolação por seus longos apelos,
Implorações que carecem pedidos por voltas a lugares distantes,
Na difícil conformação das partidas que carregam apuros à desolação.
Paulo Roberto Giesteira
Enviado por Paulo Roberto Giesteira em 27/12/2017
Código do texto: T6209300
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Paulo Roberto Giesteira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
865 textos (53460 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 02:33)
Paulo Roberto Giesteira