Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTRE FLORES E ESPINHOS

Outros cantos  entoarei agora,
Mesmo que deles  não  me encante tanto,
Pois vale os versos sentidos
À  melancolia
Do vazio  pranto!...
Das  flores - os espinhos
Na alma premidos
Retirarei de pronto,
Sabendo embora
Que para colher flores,
Às  vezes  nos espinhos
Nos machucamos tanto!..
Inda que a mágoa o peito me doa,
Hei de seguir cantando,
Cardos e espinhos  deparando
Na estrada longa do viver!
Mas nao me porei
Chorando,
Pela vida lamentando!
Bem sei
Que nem sempre flores
Havemos de encontrar
Pelos caminhos afora,
Todavia canto,
E me acompanha   harmoniosa melodia
Que a voz do vento entoa,
Porque mais triste,
É  não poder cantar,
Nao ir em busca de novo alvorecer
Que tão belo existe!
JUCKLIN CELESTINO FILHO
Enviado por JUCKLIN CELESTINO FILHO em 16/09/2020
Reeditado em 18/09/2020
Código do texto: T7064715
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
JUCKLIN CELESTINO FILHO
Salvador - Bahia - Brasil, 65 anos
362 textos (9421 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 19:20)
JUCKLIN CELESTINO  FILHO