Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudação à morte

Passa por mim,
fardada,
batendo continência.

É forte, valente,
sempre anda armada.

Mira nos meus olhos,
não me reconhece,
mas sabe quem sou:
se vê no espelho.

Me enxerga no claro,
me percebe no escuro,
se lhe dou bom dia,
me joga contra o muro.

Me acusa de crimes,
me prende por abuso,
e mesmo calado,
sou enquadrado,
em crime difuso.
 
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 23/02/2021
Código do texto: T7191218
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Valdeck Almeida de Jesus
Salvador - Bahia - Brasil, 55 anos
1374 textos (649781 leituras)
26 áudios (5419 audições)
134 e-livros (78814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/07/21 10:26)
Valdeck Almeida de Jesus

Site do Escritor