Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Simplesmente eu queria...

Simplesmente eu queria
Poder viver como vivo hoje
Com conforto e dignidade
Bem perto da minha família
No aconchego e também nas confusões
Das tias, primos, sobrinhos e parentes
Desavenças naturais de quem se ama
Porque sempre gostei
De sentir o calor familiar
E também queria...
Estar perto das amigas da infância
Porque pra mim, essas amizades
São puras e desinteressadas
Por isso sinto muita falta delas
Ah, como eu queria !
Que o mundo... o meu mundo...
Fosse diferente...
E que nenhuma família se distanciasse
Por causa das dificuldades
Mas apenas pelo próprio desejo
De voar livre e feliz
Em busca do horizonte avistado
Porque viver longe de suas raízes
Mesmo a gente estando muito bem
Nos faz sentir uma lacuna
Da qual vem a solidão...
Uma solidão com cheiros e cores
Da saudade...
              ***
Fátima Alves - Poetisa da Caatinga
Natal, 17.06.09
Texto publicado no meu livro "Retratos Sentimentais da Vida na Caatinga"
Edição do autor - 2010
Imagem do Google
Maria de Fátima Alves de Carvalho
Enviado por Maria de Fátima Alves de Carvalho em 17/06/2009
Reeditado em 24/02/2017
Código do texto: T1653970
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria de Fátima Alves de Carvalho
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 56 anos
1255 textos (97812 leituras)
1 e-livros (47 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 09:52)
Maria de Fátima Alves de Carvalho

Site do Escritor