Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A NOITE DO POETA


      NA LONGA NOITE VAZIA
      ESCOAM-SE HORAS DOLENTES
      A INSÔNIA PERSISTE
      QUAL SINFONIA A SONAR
      A SONAR NO PENSAMENTO.
      OUÇO VOZES
      OUÇO SONS
      PASSOS LARGOS
      LONGOS APITOS
      A TRESPASSAR A MADRUGADA
      SILVANDO PELOS ARES
      VARANDO A ESCURIDÃO
      NUM SONIDO: ALERTA!
      E O SILÊNCIO DA NOITE...
      DESPERTA
      PERSCRUTANDO O AMANHECER.
      VAGAROSAS VÃO-SE AS TREVAS
      A NOITE É FINDA.
      SURGE O DIA...INDOLENTE,
      PREGUIÇOSO...
      DESPONTA O SOL,
      LENTAMENTE...

      ADORMEÇO....
     
ANACLARA RIBEIRO
Enviado por ANACLARA RIBEIRO em 02/02/2007
Código do texto: T367581

Comentários

Sobre a autora
ANACLARA RIBEIRO
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
108 textos (5323 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 05:41)
ANACLARA RIBEIRO