Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem Sabe?


Vida cruel,
Solidão o que está fazendo?
Sem ninguém ao meu redor,
Estou enlouquecendo.

Nem menos falar de minha vida, eu posso,
Quem vai ouvir sobre uma vida deprimida e reprimida
Mas quem vai querer ouvir? Quem?
Ninguém!
Só se for para morrer de rir.
Nem mesmo assim, as pessoas me ouvem.
 
Não posso nem gritar
É o que estou querendo esse momento
Ninguém iria escutar
Quem sabe quando eu estiver morrendo

Será que eu bebi demais
Estou falando sozinho.
Pelo menos ainda posso escutar minha voz
Ainda bem que estou ouvindo.
Assim eu tenho certeza que alguém está me ouvindo
Eu sei que sou eu, mas poderia ser pior.

Pode falar, pode dizer,
Mas me escute!
Se quiser pergunte,
Vou ter o responder.

Quem sabe alguém possa ler,
Quando eu não estiver presente?
Então pode ser,
Desta vez, você é o maluco e eu o inexistente.

Quem sabe?
Quem sabe? Eu não sei
Caso você ler
Você vai saber!
Pelo menos o sentimento
Deste louco que fala e escreve sozinho
E pensa que alguém está lendo e escutando
Quem sabe?
Da próxima vez pode ser você.
Olha só solidão o que você me faz.

15/10/2004
Felipe Mesquita
Enviado por Felipe Mesquita em 19/08/2007
Código do texto: T614500

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Felipe Mesquita
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 33 anos
114 textos (10045 leituras)
1 e-livros (134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/05/21 05:09)
Felipe Mesquita