Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Todo mundo tem um Raimundo

Seu nome era Raimundo
Desses filhos sem noção
Que um dia perdeu sua mãe
E saiu por esse mundão

Virou um vagabundo
Com um enorme coração
Viveu a vagar pelo mundo
Rabiscando o seu ganha-pão

Rasurava em papel imundo
Imagem, poesia e canção.
E por eles pedia um trocado.
Talvez tudo estivesse errado...

Mas, jurava não ser essa a intenção.
Seu teto era o próprio céu estrelado
Debaixo dedilhava um velho violão
Onde lamentava não ser mais amado

Ao longe o som das ondas do mar
Com maestria a acompanhar
Sentidos de uma mente embriagada
Que não queria da vida mais nada

E na música que cantarolava
Toda língua se misturava
Num complicado bebunlez
Santa insensatez, inocente nudez.

Morreu caído na areia,
O seu túmulo e o seu leito
Com a solidão cravada no peito

Ao lado de seu violão.
Um ser sem mãe
Morreu arte, poesia e canção.
Sandra Ferrari Radich
Enviado por Sandra Ferrari Radich em 28/01/2018
Código do texto: T6238467
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Sandra Ferrari Radich
Americana - São Paulo - Brasil
167 textos (84734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 20:35)
Sandra Ferrari Radich