Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Naquele modorrento terraço


No anoitecer de suado verão,
sentado em modorrento terraço,
ouvindo música, no compasso
dos acordes, de solitário violão.

Observo, resignado,
o brilho pelo luar evocado,
repleto das lembranças
de esquecidas andanças.

Começa a chover em vão,
enquanto a lua sorri grata,
refletindo gotas de prata
revelando tão pura emoção.

A chuva molha o chão,
de pedras, daquele espaço
refletindo, no luar, o abraço
dos enamorados em paixão.

Entre sonolentos goles da canção,
sorvendo o gosto amargo
de um conhaque encorpado,
percebo-me envolto em solidão.

Deixo-me levar pela letargia
do instante presente
e aguardo, solenemente,
a chegada de um novo dia.
Helio Valim
Enviado por Helio Valim em 21/02/2021
Código do texto: T7189809
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Helio Valim
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
26 textos (190 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 19:47)
Helio Valim