Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

transição

Cá estou eu
sempre à beira do abismo
que abismo surdo (!)

eu sempre cercado de cobras
quem não é cobra
nada me cobra
mas também se retrai

trai a  si mesmo de novo
assim  como eu tenho me traído
não nos deixeis perder o coração

estou deixando  a Serra
que é tão grande
doravante vou ralar
na cidade  grande
que é tão pequena
de imensidão  e beleza

ai de mim (!)
ai de mim (!)

mas tem que ser assim
                    com certeza (!)
Arnaldo Leles
Enviado por Arnaldo Leles em 13/01/2018
Reeditado em 13/01/2018
Código do texto: T6224763
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arnaldo Leles
Goiânia - Goiás - Brasil, 53 anos
29 textos (153 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/18 18:41)
Arnaldo Leles