Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 PROSEANDO

Estou a caminho e sejamos francos este e sempre será a desdita, viver e sonhando, amando e querendo o mundo todo conquistar, onde a solidão passa a ser companheira em determinado tempo, e tudo que vemos parece se ultimar, parece desvair e sul e norte leste e oeste pouca diferença fará.

A morte nunca esperada, mas sabedores dela a surpresa, virá, e assim nunca estaremos preparados! Nós e nossos acompanhantes da ilusão, família; amigos e tudo mais que nos cerca, o tempo vem a isso nos mostrar, e ao lixo da terra de onde viemos e para lá com certeza é voltar, desespero.

-*-*
Esperamos sempre que o tempo venha a nos conceder algo de especial, mais um dia, mais um encontro um objetivo então constante, a noite como agonia, o amanhecer como compensação o amor e até mesmo o horror da noite que a tudo precede, mas aceitar e disso melhor fazer amar e sofrer.

Angustia de se mostrarmos cada vez mais frágeis contra o tempo e contra nós mesmos, pois acreditamos um dia no ser e não se desfazer, acreditamos em sermos recebedores de lealdade mas jamais ela conceder, difícil tudo isso entender mas se paramos um minuto a eternidade vamos isso aceitar.
elio candido de oliveira
Enviado por elio candido de oliveira em 20/04/2021
Código do texto: T7236576
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
elio candido de oliveira
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4892 textos (171546 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 01:48)
elio candido de oliveira

Site do Escritor