Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esse todos nós

E lá vai:

O Zé
O Biu
O Tonho
Um desses qualquer
Que valorizam o sonho
De ter uma panela cheia
De não ver o rosto tristonho
Da mulher
Do filho
Da mãe

O Zé
O Biu
O Tonho
Que somos nós
Cada um de nós
Que sabe o peso que tem
A pedra atada ao pescoço
O alvoroço que é
Na beira do rio
Na hora de pescar o almoço
No mato cortar cana
Pra adoçar a vida garapa que escapa
Enquanto o chicote esculacha
Enquanto o feitor lhe baixa o relho
E os homens no poder lhe solapam os direitos

Esse Zé
Esse Biu
Esse Tonho
Fortes em comum
como a tanajura que lhes serve de alimento
Trazem em si a grandeza e a dignidade do homem
Nas marcas que trazem no corpo
Nas cicatrizes que carregam no pensamento
Essa que é desprezada nas altas rodas
Nas quais negociam futuros
Por alguns papéis, algumas notas
Nas quais entregam os frutos da nação
Que esses homens produziram
E deixam bem à mostra a terra sulcada em desigualdade
Marcelo Gênesi
Enviado por Marcelo Gênesi em 11/10/2019
Código do texto: T6766953
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar autoria e site como referência). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Gênesi
Olinda - Pernambuco - Brasil
633 textos (9632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 14:38)
Marcelo Gênesi