Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta aos ET's


Mal-vindo ao fantástico mundo da ficção
Onde ninguém se importa.
Você não será bem vindo.
Não é pra apavorar,  mas temos que ser realistas. Ninguém é convidado, porém todos obrigados a entrar.

Venha conhecer os jeitos de driblar a realidade
Oh, é verdade, não se pode convidar, somos empurrados sem pedir nada.
Já diziam os pais" Não criei filho pra mim, infelizmente foi pro mundo".

Mas uma vida é algo breve, infelizmente todos se matam, cada um a seu modo.
Aqui nos envenenamos com agrotóxicos, e talvez um cigarro acalme, o pulmão vai suportando mais que a mente. Mas não pare no hospital, faltam recursos, ou não pode pagar. Todos que sobrevivem aqui procuram algo para se agarrar. Ser religioso é uma opção comum, ter fé que isso tudo vai acabar e virá um Messias pra te salvar.

Nesse mundo você começará a se comparar com a  ficção dos outros.
Aqui tem um negócio com luz e o casal sorridente posta fotos, mas em casa vivem uma guerra.
Olha, mas às vezes é sincero sim, uma galera feliz. Alguns tem sorte de terem bons amigos para suportar a sociedade.

O mundo considerado real hoje está na tela desse negócio luminoso.
Onde ninguém se importa, mas fingem que sim. Risadas sem rir.
O real é menos importante e o hobby é  sempre alguma ficção.
Várias opções para fugir desse real.
Vícios,crenças, bebidas, ilusões.
A realidade é dura, alguns sucumbem ao fardo.

Se vocês chegarem com muitos discos voadores, garanto que terá espaço para estacionar, porque estamos acabando com as florestas.
O ar é poluído, animais em extinção, muita exploração, mas vale tudo em nome de um papel.
Sério, somos completamente dominados por esse papel. Não sei como vocês vivem sem ele, devem ser bem mais organizados, porque aqui até se mata pra possuir.
Esse mundo é fantástico ao mesmo tempo porque se você tiver esse papel pode ir aos melhores lugares e viver melhor.

Alguns dizem " conte comigo, amigo"
Mas é como o beijo de Judas
Não se pode confiar, nunca o conheci
E se conheço pode me trair

Todos estão perdidos, de um jeito ou de outro, mas o rico é um pouco mais satisfeito.
Pelo menos pode pagar um bom  tratamento, o melhor psicólogo, doutor.
E o pobre segue na sua monotonia
Rumo à rotina pro pão de cada dia.

Vocês devem se perguntar como ainda existimos.
É porque ainda há pessoas que amam.
E nem a melhor tecnologia é maior e mais resistente que o amor.

Uma pena vocês não entenderem minha língua, pra se prepararem melhor
pro fantástico mundo da ficção!

Dhayse Smyth
Enviado por Dhayse Smyth em 20/10/2019
Código do texto: T6774621
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Dhayse Smyth
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
16 textos (405 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 06:36)
Dhayse Smyth