Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema da casa errada

Eu tenho muita louça para secar
muita roupa para lavar
E um ódio na mala para enviar.

Um filho para criar
Um pinto para trepar
E um amor para reguardar

De repente
Tenho faca para esfaquiar
Sangue para jorrar
E vinho na taça para deliciar.

As noites para cantar
Os dias para sanar
E a vida para endoidar.
Diogo Castro
Enviado por Diogo Castro em 06/03/2008
Código do texto: T889770


Comentários

Sobre o autor
Diogo Castro
Jacareí - São Paulo - Brasil, 32 anos
68 textos (2861 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/05/21 19:32)
Diogo Castro