Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPÁRTACO

Arena fria, pedra nua,
sangue a fio esparrama
leito da espada crua,
exangue na lama-vida.

Inflama liberdade insana
flâmula desfraldada n’alma
impele cataclismo da ordem
ferve líquido estado humano.

Turba arquejada em eterna noite
açoites salário da servidão
ouvem o brado ressoar em motim
romper os grilhões da escravidão.

Cavalga a morte tirana
liberdade chama conseqüente
sangue, heroísmo, caminho aberto
filhos da manhã, passos à frente.
Erode Lino Leite
Enviado por Erode Lino Leite em 26/12/2005
Código do texto: T90732


Comentários

Sobre o autor
Erode Lino Leite
Nioaque - Mato Grosso do Sul - Brasil, 57 anos
121 textos (14773 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/04/21 00:26)
Erode Lino Leite